Olá pessoal, tudo certo?

Aproveitando a onda das manifestações que estão ocorrendo pelo Brasil, resolvi unir em um post alguns filmes que possuem esta temática, sendo central ou apenas como base.  Vamos  manifestar?

Che

O primeiro filme é baseado no livro de memórias de Ernesto Che Guevara. Quando Che (Benicio Del Toro) conhece Fidel Castro em um jantar de família, os dois decidem lutar juntos pela independência social de Cuba, e dessa forma Fidel conseguir tomar o governo do ditador Fulgêncio Batista. Na noite de 26 de novembro de 1956, Fidel segue de barco para Cuba acompanhado de Che e dos rebeldes. No Brasil o filme foi dividido em duas partes. A parte II chama-se Che – A Guerrilha que relata os últimos momentos de Che na Bolívia, e também cenas em Nova York, onde concedeu entrevistas e participou de convenções de ONU.

Milk

O segundo filme é baseado na vida de Harvey Milk (Sean Penn), primeiro homossexual assumido a ser eleito para um cargo público na Califórnia. É inicio dos anos 70 e Milk muda-se para São Francisco para morar junto com seu companheiro Scott (James Franco). Os dois abrem uma pequena loja de revelação fotográfica e vivem em paz. Essa paz é interrompida pela onda de ataque aos homossexuais de São Francisco. Disposto a enfrentar a violência e o preconceito, Milk entra em uma intensa batalha política e consegue ser eleito para o Quadro de Supervisor da cidade de San Francisco em 1977

Hotel Ruanda

O filme conta a história de Paul Rusesabagina (Don Cheadle) que por conta própria salvou a vida de 1268 pessoas durante o genocídio de Ruanda em 1994. O genocídio levou à morte quase um milhão de pessoas em apenas cem dias. Sema ajuda dos demais países, os ruandeses tiveram que buscar ajuda em seu próprio cotidiano para sobreviver. Uma dessas foi a de Paul, gerente do hotel Milles Collines, situado da capital do país. Contando apenas com sua coragem, Paul abrigou 1268 pessoas no hotel durante o conflito, salvando suas vidas.

Os Miseráveis

Versão romantizada de umas das revoluções mais lembradas até hoje, a francesa. O filme é baseado na obra de Victor Hugo, de 1862. A história se passa em plena Revolução Francesa do século XIX entre duas grandes batalhas: Batalha de Waterloo e os Motins de Junho de 1832.  A história gira em torno de Jean Valjean (Hugh Jackman) um ex-prisioneiro que cuida de Cosette (Amanda Seyfried) depois de decadência da sua mãe, Fantine (Anne Hathaway), enquanto isso é perseguido pelo inspetor Javert (Russell Crowe).

 

V de Vingança

Não tem como falar de manifestações/protestos de citar V de Vingança, certo? Pode-se dizer que o filme inspirou a algumas recentes manifestações, já que a grande maioria dos manifestantes usa a máscara do personagem principal do filme. O longa se passa em uma Inglaterra futura, onde está em vigor um regime totalitário. Evey Hammond (Natalie Portman) é salva de uma situação de vida ou morte pelo mascarado V (Hugo Weaving). V convoca o pais inteiro para se rebelar contra a tirania e opressão do governo, provocando uma imensa revolução. Enquanto Evey tenta descobrir sobre o passado de V, descobre o seu verdadeiro papel no plano de V para salvar o pais.

E ai, curtiram o especial manifestações? Espero que sim! Na semana que vem voltamos com a coluna Perfil, não perca!

 

Não deixe de conferir as novidades do CineOrna através das nossas redes sociais:

Facebook Twitter | Filmow | G+ | Instagram | Tumblr | Pinterest